Aposentadoria por tempo de contribuição 2019

Confira neste artigo as principais informações sobre a aposentadoria tempo de contribuição 2019; veja o que muda e o que permanece para quem vai se aposentar

O tempo de contribuição é uma das formas de o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) fornecer aposentadoria para os cidadãos. Milhares de pessoas contabilizam-nos regularmente para acompanhar quantos anos ainda serão necessários para pedir o benefício, que costuma incluir o fator previdenciário.

Além de as pessoas poderem pedir a aposentadoria rural ou urbana de acordo unicamente com seu tempo de contribuição, elas podem adicioná-lo à idade. No artigo, os contribuintes saberão como a aposentadoria por tempo de contribuição é organizada e como ela será concedida no ano que vem.


Pontos para aposentadoria em 2019

Quando se falam dos pontos para que as pessoas se aposentem, trata-se exatamente da junção do tempo de contribuição com a idade: é a soma desses dois números que fornecerá a quantidade de pontos daquela pessoa. Até o final de dezembro de 2018, será preciso que essa conta resulte em 85, para mulheres, e que resulte em 95, para os homens. Se resultar em algum número maior que esses, não há problema: não se pode, porém, é a pontuação menor.

Essa contagem deixará de ser um parâmetro, porém, a partir de 1 de janeiro de 2019: passará a ser exigido que o tempo de contribuição e a idade seja de 86 ou de 96, destacando-se que esse número vai ficar maior até 2026: o objetivo é que a seguridade social exija de 90 a 100 anos nessa contagem.

Aposentadoria por tempo de contribuição 2019


Como fica a aposentadoria em 2019?

Qualquer cidadão que quiser sua aposentadoria por tempo de contribuição de 2019 em diante continuará tendo de apresentar 35 anos de registro ou de pagamento de carnê. Se for uma mulher, continuará sendo preciso os 30 anos de contribuição, que desce para 15 anos quando é um trabalhador rural.

A modificação, todavia, é para as pessoas que ainda não têm nem 30 e nem 35 anos de contribuição e, para se aposentar, precisam da idade adicionada. Como explicado, os homens deverão ter 96 somados e as mulheres, 86; se o cidadão não conseguir se aposentar até o ano de 2020, por exemplo, precisará ter entre 87 e 97 como soma e isso aumentará gradativamente, como explicado no tópico anterior.


Aposentadoria por idade 2019

A aposentadoria por idade é exatamente a aposentadoria que foi explicada acima: essa idade precisará ser somada ao tempo de contribuição, que não pode ser mais baixo que 15 anos para que o cidadão se aposente.

Cabe dizer que o tempo de contribuição pode ser o registrado na carteira, o tempo contado no funcionalismo público e também o carnê que a seguridade social dá para que as pessoas sem nenhuma renda ainda continuem como contribuinte e isso seja contabilizado quando o benefício for pedido.

Não é possível dar aos contribuintes uma idade mínima: é obrigatório, porém, que ela forneça 86 ou 96 anos quando for adicionada ao tempo de contribuição. Há algumas pessoas que acreditam poder pedir a aposentadoria apenas porque já têm 60 anos ou 65 anos: se não houver, porém, 15anos de contribuição, o benefício continuará indeferido.


Regra 85/95 para aposentadoria 2019

Essa regra é uma das preferidas para os brasileiros que pedem aposentadoria porque ela permite o benefício integral. Porém, ela não existirá mais em 2019, sendo trocada pela regra 86 96, já mencionada. Recomenda-se que os cidadãos que acreditem já terem contabilizado 85 ou 95 anos procurem em 2018 pelo INSS para pedir a aposentadoria; se isso for feito em 2019, pode ser necessário ter de trabalhar ou contribuir por um ano a mais.


Pagamento aposentadoria 2019

O valor que os brasileiros têm de aposentadoria é determinado, principalmente, pelo valor dos seus últimos salários, adicionando-se o fator previdenciário quando o cidadão é muito novo. Para qualquer circunstância, o INSS nunca paga mais que R$ 5.895,00, mas existem pedidos em análise para que esse teto seja mudado para R$ 6.064,20 a partir do ano que vem.


Tabela INSS aposentadoria 2019

A tabela feita pelo INSS é como as pessoas consultam os valores de contribuição para cada classe: há para contribuintes facultativos, para os individuais, para o empregado doméstico, o funcionário registrado e os trabalhadores avulsos. É possível ver a tabela da seguridade em https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/calculo-da-guia-da-previdencia-social-gps/tabela-de-contribuicao-mensal/ e as dúvidas podem ser solucionadas com os atendentes do INSS.

Aposentadoria por tempo de contribuição 2019


Teto INSS 2019

Tratando-se de “teto”, alguns tendem a confundi-lo e achar que outros benefícios, fora a aposentadoria, podem ter valor máximo maior que R$ 5.895,00. Entretanto, o “teto” diz respeito a qualquer benefício do INSS: ele não poderá ser maior que a cifra já dita ou dos R$ 6.064,20, no caso de haver um aumento.


Regra para aposentadoria 2019

A regra para combinar contribuição e idade será mudada, como explicado. As demais continuarão em uso pela seguridade e o cidadão que permanecer com dúvidas pode ir ao INSS ou ligar para o 135.


Deixe uma resposta