Browse Category

Aposentadoria

Quem tem direito a receber aposentadoria integral 2019

Veja as regras para dar entrada na aposentadoria integral 2019

A aposentadoria integral é o objetivo de quase todo mundo que contribui com a previdência social, já que ela corresponde ao valor máximo que a pessoa pode receber.

Para muitos, conseguir isso pode parecer quase impossível, mas apenas porque não conhecem a regra do INSS chamada de 86/96 (que era chamada de 85/95 até o último dia de 2018).

Esse é o tipo de cálculo que o contribuinte tem de pedir para que a sua aposentadoria seja integral em 2019.

Na prática, ele não é muito diferente dos cálculos tradicionais, mas é preciso que a pessoa espere ficar um pouco mais velha. Saiba aqui os detalhes sobre a aposentadoria integral em 2019.


Como funciona a regra 86/96 para aposentadoria?

Para que o contribuinte possa pedir esse cálculo, ele precisa conseguir determinada pontuação: para as mulheres, é de 86; para os homens, é de 86.

Chega-se a isso somando todos os anos de contribuição previdenciária e a idade da pessoa: com a pontuação exigida para a sua idade, já se pode agendar o benefício.

A maioria dos trabalhadores sabe facilmente se pode se enquadrar na regra da aposentadoria integral ou não, já que sabem quantos anos têm de registro profissional e, claro, a sua própria idade.

No caso de problemas com a contagem de contribuição previdenciária, a solução mais adequada é fazer uma consulta com um advogado trabalhista.

Quem tem direito a receber aposentadoria integral 2019


Como fazer agendamento para aposentadoria integral 2019

O contribuinte pode fazer o pedido … Clique aqui para ler o artigo completo

Regras aposentadoria por tempo de contribuição 2019

Tem dúvidas sobre a aposentadoria por tempo de contribuição 2019? Confira todas as explicações neste artigo

A aposentadoria por tempo de contribuição terá algumas mudanças no ano de 2019, mas somente para uma das suas regras: a que é chamada de progressiva.

Essas alterações são decorrentes do que está sendo conhecido como reforma da previdência: mesmo que ela ainda não esteja totalmente definida.

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) oferece mais duas formas de solicitar esse tipo de aposentadoria.


Regra da Aposentadoria Progressiva

Começando pela regra que foi mudada no começo de 2019, a aposentadoria 86/96 (que era chamada de 85/95) usa em seu cálculo a idade do contribuinte e o tempo durante o qual ele contribuiu para a previdência.

Para as mulheres, a soma precisa ser mínima de 86 pontos; para os homens, precisa ser de 96 pontos.

É obrigatório que a pessoa tenha 15 anos de contribuição ou mais. Por exemplo: aquele que tem exatamente esses 15 anos de recolhimento poderá pedir essa aposentadoria aos 71 anos (se for mulher) e aos 81 anos (se for homem). Basta tirar dos 86 ou 96 o tempo de contribuição para descobrir com quantos anos o benefício poderá ser pedido.

Regras aposentadoria por tempo de contribuição 2019


Regra da Aposentadoria Proporcional

Essa é mais uma das regras para se aposentar e nela, obrigatoriamente, utiliza-se o fator previdenciário.

A contribuição necessária fica entre 25 e 30 anos; os homens precisam ter 53 anos de idade ou mais e as mulheres 48 anos de idade ou mais.

É … Clique aqui para ler o artigo completo

Como fazer a consulta do andamento do processo do INSS

Confira as orientações e saiba como funciona a consulta andamento processo INSS

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é quem autoriza ou nega uma série de processos de benefícios trabalhistas. Cada tipo de solicitação que as pessoas fazem a esse órgão é considerada um processo: seja um pedido de auxílio doença, de aposentadoria e outros.

É necessário fazer essa distinção porque alguns brasileiros podem achar que o termo “processo do INSS” refere-se a processar o órgão, o que não é a verdade.

Além disso, é altamente indicado que os trabalhadores fiquem de olho no andamento das suas solicitações à previdência: se eles não fazem isso, podem não saber se há demora excessiva, se há indeferimento e outras situações.


Consultar processo INSS para aposentadoria

A aposentadoria é um dos processos mais comuns no INSS e milhares de cidadãos fazem o pedido dela todos os dias nas agências.

Em certos casos, ela é concedida rapidamente; em outros, é necessário solicitar documentos adicionais. Por isso, há processos mais lentos que outros e os contribuintes podem acompanhar o andamento deles usando a Internet.

A página “Consulta de situação de benefício” é um dos meios de saber se o pedido já foi analisado pelo instituto de previdência, se é preciso adicionar documentos e coisas assim. Deve-se acessar essa página e deve-se clicar em “Acompanhar pedido”.

O site Meu INSS (que também existe na forma de aplicativo) é outra ferramenta para fazer a consulta de processo. Além dos meios virtuais, os contribuintes podem … Clique aqui para ler o artigo completo

Como pagar o INSS de dona de casa

Entenda as regras e saiba o que fazer para pagar o INSS de dona de casa

Muitos acham que não vão poder se aposentar porque não são registrados em carteira e, com isso, não é feito o recolhimento da contribuição previdenciária.

Contudo, quem é dona de casa pode contribuir voluntariamente com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e ter a sua aposentadoria.

É para isso que existe o conhecido carnê do INSS: utilizando-o, a pessoa que não tem registro em carteira pode ter o mesmo direito à aposentadoria que qualquer outro trabalhador, até com possíveis isenções de multa.


Valor do INSS para dona de casa

As donas de casa têm três tipos de alíquota para escolher. Se elas têm interesse em uma aposentadoria de um salário mínimo, mas não são de baixa renda ou não podem atestar isso, têm de pagar 11% do salário mínimo; isso quer dizer um pouco mais de R$ 105,00 por mês.

Se a dona de casa puder comprovar que tem pouca renda, a alíquota para ela é de 5%, correspondendo a R$ 47,70.

Para aquelas que desejam uma aposentadoria mais alta que o salário mínimo, a alíquota será sensivelmente mais alta: entre 20% do salário mínimo e 20% estipulado como teto do INSS.

Na prática, quer dizer que as donas de casa podem precisar pagar até R$ 1.129,00 por mês. Nesse caso, a aposentadoria delas pode ser igual ao valor do teto, que é de R$ 5.645,80.

Como pagar o INSS de dona de casa


Contribuição do INSS dona do

Clique aqui para ler o artigo completo

Aposentadoria por tempo de contribuição 2019

Confira neste artigo as principais informações sobre a aposentadoria tempo de contribuição 2019; veja o que muda e o que permanece para quem vai se aposentar

O tempo de contribuição é uma das formas de o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) fornecer aposentadoria para os cidadãos. Milhares de pessoas contabilizam-nos regularmente para acompanhar quantos anos ainda serão necessários para pedir o benefício, que costuma incluir o fator previdenciário.

Além de as pessoas poderem pedir a aposentadoria rural ou urbana de acordo unicamente com seu tempo de contribuição, elas podem adicioná-lo à idade. No artigo, os contribuintes saberão como a aposentadoria por tempo de contribuição é organizada e como ela será concedida no ano que vem.


Pontos para aposentadoria em 2019

Quando se falam dos pontos para que as pessoas se aposentem, trata-se exatamente da junção do tempo de contribuição com a idade: é a soma desses dois números que fornecerá a quantidade de pontos daquela pessoa. Até o final de dezembro de 2018, será preciso que essa conta resulte em 85, para mulheres, e que resulte em 95, para os homens. Se resultar em algum número maior que esses, não há problema: não se pode, porém, é a pontuação menor.

Essa contagem deixará de ser um parâmetro, porém, a partir de 1 de janeiro de 2019: passará a ser exigido que o tempo de contribuição e a idade seja de 86 ou de 96, destacando-se que esse número vai ficar maior até 2026: o objetivo é que … Clique aqui para ler o artigo completo

Aumento aposentadoria 2019

Neste artigo nós trazemos informações atualizadas sobre o aumento aposentadoria 2019; consulte o valor que os aposentados poderão receber e saiba como o aumento é calculado

Todos os aposentados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) podem aguardar um acréscimo para o seu benefício a partir do ano que vem. Uma vez que o salário mínimo saltará de R$ 954,00 para mais de R$ 1.000,00, diversos outros valores também serão aumentados e a aposentadoria faz parte disso: o acréscimo passa dos 4,2%.

O teto, ou seja, o valor mais elevado da aposentadoria, vai passar a ser R$ 5.882,00, sendo hoje de R$ 5.645,00. No entanto, não são todos os beneficiários que receberão quase R$ 240,00 a mais: de acordo com essa porcentagem, alguns receberão acréscimo de apenas R$ 50,00 ou um pouco mais.


Por que dar aumento para a aposentadoria 2019?

Para muitos, pode parecer paradoxal um aumento da aposentadoria, que é recebida por milhões de pessoas, enquanto se discute uma reforma previdenciária. É largamente dito aos brasileiros que, sem estabelecer mais critérios para conceder aposentadorias, o instituto de seguridade tende a quebrar, ou seja, não conseguirá mais pagar o benefício nem mesmo aos que já o recebem.

Nesse cenário, como o governo aumentará a aposentadoria para 2019? A razão é o aumento do salário mínimo: como dito acima, ele ficará em mais de R$ 1.000,00, sendo esse um valor inédito. Quando o salário mínimo tem alteração, diversos outros benefícios e parâmetros também são alterados: muitos … Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona a aposentadoria compulsória

Neste texto nós explicamos as principais regras da aposentadoria compulsória; veja quem tem direito a receber, qual é o valor pago pelo INSS e como dar entrada no benefício

Você como trabalhador precisa entender que existem dois tipos de aposentadoria, a convencional por tempo de serviço e a que ocorre por circunstância maiores que recebe o nome de compulsória.

O segundo tipo de aposentadoria ocorre com mais frequência do que se imagina, o que acontece é que a maioria das pessoas não têm conhecimento sobre ela e nem quando esta é aplicada.

Assim, preparamos este texto para te explicar mais e te fazer entender tudo o que você precisa saber sobre a aposentadoria compulsória.

Como funciona a aposentadoria compulsória


O que é aposentadoria compulsória

A aposentadoria compulsória é quando a pessoa não escolhe se aposentar e isto pode acontecer por uma série de fatores.

Doenças, física ou mental, incapacidade, decisão judicial e afins são um dos motivos que podem levar uma pessoa a ser afastada do trabalho contra a sua vontade.

Também o que pode acontecer é que muitos servidores públicos ao atingirem a idade de aposentaria não se afastam e continuam trabalhando.

Isto além de não gerar uma rotatividade de vagas, pode fazer com que este servidor seja aposentado compulsoriamente contra a sua vontade.


Quem tem direito a receber a aposentadoria compulsória?

Além das pessoas acometidas por alguma deficiência física graça ou doença, quem tem direito a receber a aposentadoria compulsória no geral são os servidores públicos.

Este direito dos servidores … Clique aqui para ler o artigo completo

Como pedir a Carta de Concessão no portal Meu INSS

A carta de concessão é o documento emitido pelo INSS comunicando a liberação de aposentadoria, pensão ou auxílio solicitado. Ela é gerada depois que o cidadão cumpre todas as etapas provando a necessidade do benefício e seus documentos são aprovados.

A emissão da carta de concessão é um direito de quem teve seu benefício autorizado e é um documento necessário para o saque do primeiro pagamento no banco. A carta traz as seguintes informações sobre seu benefício:

  • Número do processo;
  • Data do agendamento;
  • Data da solicitação em agência (entrega dos documentos);
  • Valor mensal;
  • Cálculo feito para o valor do benefício;
  • Banco onde o pagamento será efetuado

O benefício será contado a partir da data do agendamento (DIB – data de início do benefício) e o INSS pagará os valores atrasados.

É importante notar a descrição do cálculo do benefício na sua carta. Isso deve ser analisado com cuidado para verificar se houve algum erro, pois as aposentadorias, auxílios e pensões não são calculadas de acordo com o último salário. São calculadas de acordo com o salário-de-benefício.

No salário-de-benefício, o INSS considera todos os salários dos seus empregos durante a vida e faz uma média com os 80% maiores. Então é indispensável verificar se suas remunerações estão corretamente adicionadas no cálculo. Saiba como pedir a Carta de Concessão no portal Meu INSS.


Como verificar se meu benefício foi liberado e se a Carta de Concessão está pronta?

Como pedir a Carta de Concessão no portal Meu INSS

Antes de tentar imprimir a carta, consulte se seu benefício já foi autorizado … Clique aqui para ler o artigo completo

Quem tem direito a receber aposentadoria para dona de casa

Muitas mulheres não sabem, mas toda dona de casa tem direito a receber a aposentadoria do INSS. Desde 2011, existe um Programa da Previdência Social chamado “Aposentadoria de Dona de Casa”. Este plano atende donas de casa de baixa renda, cuja renda familiar não ultrapassa o valor de R$1.244,00.

As donas de casa devem seguir as normas do INSS para se aposentarem e aderirem ao programa. Para tanto, a família deve estar cadastrada no Cadastro Único para Programas Sociais. Para ter registro no CadÚnico, é necessário procurar a Assistência Social da prefeitura da cidade portando o comprovante de endereço e a identidade.

Direitos da aposentadoria para dona de casa

Aposentadoria donas de casa

A mulher que aderir a este programa passa a ter direito às vantagens convencionais da aposentadoria do INSS como, por exemplo:

Caso a pessoa já tenha trabalhado fora com carteira assinada, esse período de serviço é levado em consideração na contagem de tempo para a aposentadoria como dona de casa.

Como contribuir

Para a dona de casa se aposentar ela deve seguir as Regras do INSS, como por exemplo, pagar mensalmente o valor de 5% do salário mínimo. A inscrição pode ser feita pelo telefone, no canal de atendimento 135, ou pelo site da Previdência Social. Faça sua inscrição e emita a guia de contribuição para aposentadoria, que deve ser paga mensalmente.

Neste link você encontra os procedimentos passo a passo … Clique aqui para ler o artigo completo

Como solicitar a carta de concessão do benefício do INSS

A carta de concessão do benefício do INSS é um documento que tem como principal finalidade informar ao cidadão a maneira correta de calcular o valor da aposentadoria. Além disso, ela apresenta informações referentes ao banco responsável por fazer os pagamentos mensais.

O trabalhador que tiver o benefício concedido dentro do prazo de 20 dias, deve aguardar o recebimento da carta no endereço informado no cadastro da Previdência Social.

No entanto, caso o tempo de concessão seja maior, o beneficiário poderá fazer esse pedido pela internet. Se este é o seu caso, confira o passo a passo completo e saiba como solicitar a carta de concessão do benefício do INSS.

Passo a passo para pedir a carta de concessão do benefício do INSS

carta-concessao-inss

Para solicitar a sua carta de concessão do benefício do INSS pela internet, é preciso ter em mãos as seguintes informações:

1. O número referente ao benefício.

Esta informação é obtida no momento em que você faz o requerimento do pedido. O número protocolo deve ser guardado, pois será útil para fazer consultas futuras.

2. Dados pessoais

  • Nome completo.
  • Data de nascimento.
  • CPF.

Em seguida, você precisa acessar o site do INSS para fazer o pedido da carta. Veja como proceder:

1. Acesse a página pelo link http://sipa.inss.gov.br/SipaINSS/pages/concal/concalInicio.xhtml.

2. Digite o número do benefício sem pontos ou barras.

carta-concessao-inss-numero-beneficio

3. Informe a data de nascimento (lembre-se de preencher o campo do ano com quatro algarismos).

carta-concessao-inss-data-nascimento

4. Em seguida, digite o seu nome e o seu … Clique aqui para ler o artigo completo

  • 1
  • 2