Como agendar a perícia do INSS

Os trabalhadores que estão afastados de suas atividades por motivos relacionados a alguma doença, ou aqueles que encontram-se em situação de invalidez, recebem um benefício da Previdência Social.

Essas pessoas passam ter o direito a partir do momento em que contribuem para o INSS e comprovam que não têm condições de trabalhar por conta de alguma enfermidade. O órgão do governo fica encarregado de efetuar os pagamentos para aqueles que estão assegurados.

Porém, não é qualquer trabalhador que consegue receber esse tipo de benefício. Antes de mais nada, é preciso que ele seja submetido a uma consulta médica criteriosa.

Nesse atendimento, que é conhecido como perícia médica do INSS, o solicitante irá passar por uma avaliação que vai determinar se ele tem ou não direito a receber o valor da Previdência.

Porém, nem todos os trabalhadores ou usuários da previdência sabem quais os meios de se conseguir agendar uma perícia médica.

Os canais disponíveis para agendamento são: a internet, o telefone e indo pessoalmente aos postos do INSS. A seguir, saiba como proceder em cada situação.

Agendar perícia pela internet

Como agendar a perícia do INSS

1. Para fazer o agendamento pela internet, primeiro você precisa acessar o site da Previdência Social. O endereço é www.previdencia.gov.br.

2. No lado esquerdo da tela, você verá um menu com várias opções; clique em “Auxílio Doença”, e depois em “Agendar Novo”. Insira as letras e números que aparecem na imagem, depois confirme.

3. Você deve escolher o Estado, Munícipio e a Data em que deseja fazer a perícia. Na própria página serão exibidos os dias mais próximos disponíveis mais próximos. Após selecionar a data mais adequada pra você, clique em “Avançar”.

4. Em seguida, abrirá uma janela para que você digite os seguintes dados:

  • Origem do Requerimento
  • PIS
  • Nome
  • Nome da Mãe
  • Data de Nascimento
  • Categoria do Trabalhador
  • Quantidade de Dependentes na família (os dependentes devem ter menos de quatorze anos).

5. Ao final, será disponibilizado um documento confirmando o seu agendamento. Imprima esse protocolo e leve ao posto do INSS no dia do atendimento.

Agendar perícia pelo telefone

Outra forma de conseguir efetuar o agendamento da perícia, sem sair de casa, é entrando em contato com a central de atendimento do INSS.

Esta opção é mais indicada para aquelas pessoas que não possuem habilidades com o uso da internet e não podem comparecer se dirigir a um dos postos de atendimento.

Para agendar, você precisa ligar no número 135. É interessante esclarecer que a ligação é totalmente gratuita se for realizada de um telefone público ou fixo. No caso do celular, é cobrado o valor de uma ligação normal, e a conta pode sair cara.

Agendar perícia em um posto do INSS

A última opção disponível é a menos indicada pela Previdência Social. É possível ir pessoalmente a um dos postos autorizados do INSS para fazer o agendamento, entretanto, a instituição vem evitando este tipo de atendimento devido as grandes filas que formam.

Mas se você preferir apostar nessa alternativa, lembre-se de levar toda a sua documentação no dia que for à unidade do INSS. Sem os documentos necessários, você corre o risco de perder a viagem.

Como funciona o pagamento do benefício

Como mencionado, o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é a organização responsável por administrar os recursos dos beneficiários. A grande maioria das pessoas que contribuem possui carteira assinada, são aposentadas ou autônomas.

Esses trabalhadores, por alguma circunstância, acabam sendo afastados de seus serviços e recebem um valor mensal por não poderem retornar às suas funções profissionais. O pagamento pode ser temporário ou não, variando de acordo com o tipo de enfermidade e a evolução da recuperação.

Pessoas com problemas de saúde precisam acionar o INSS para dar entrada no chamado auxílio doença. Ele não é permanente e precisa ser renovado de acordo com as regras estabelecidas pela Previdência. Para continuar recebendo, o segurado deve passar por perícias frequentes que são agendadas periodicamente pelo próprio órgão.

Em paralelo, também há aqueles profissionais que se afastam por invalidez, o que, dependendo do caso, lhes dá o direito de se aposentar. Nesta situação, o pagamento do benefício é definitivo, dispensando a realização de novas perícias.

Você acabou de conferir as informações sobre perícia no INSS. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.


Deixe uma resposta