Como consultar extrato de pagamentos do INSS

Confira as instruções e saiba o que fazer para consultar o extrato do INSS

Em diversas situações, o cidadão tem a necessidade de comprovar a sua renda, inclusive se ele for beneficiário da previdência social.

Muitas pessoas apresentam a sua Carta de Concessão como uma forma de provar essa renda, mas o que acontece com aqueles que perdem esse documento?

Esses beneficiários podem comprovar a sua renda usando o extrato de pagamentos do INSS, que tem como serventia também propiciar informações de controle ao contribuinte.


O que é o extrato de pagamentos do INSS?

O extrato de pagamentos do INSS é como uma certidão onde se encontra o valor do benefício pago pela previdência, em que banco ele é pago e as datas dos últimos depósitos.

A previdência social pode emitir esse extrato quantas vezes o contribuinte necessitar e ele está disponível para quem tem benefícios fixos e temporários.

O que é o extrato de pagamentos do INSS?


Quando é possível usar o extrato de pagamentos do INSS?

O extrato de pagamentos do INSS deve ser apresentado em qualquer transação na qual seja obrigatório comprovar a renda.

Alguns exemplos dessas transações são:

  • Na hora de dar entrada em algum bem, como imóvel;
  • Para parcelar compras em lojas;
  • Para abrir contas em banco;
  • Para solicitar cartão de crédito;
  • Para solicitar empréstimos

O cidadão compreenderá melhor quando usar o extrato de pagamentos do INSS se enxergá-lo como um comprovante de renda comum, exatamente igual a qualquer holerite.

Além de comprovar a terceiros a existência de uma renda, o contribuinte pode solicitar o extrato de pagamentos do INSS quando quiser fazer um controle das quantias que a previdência social depositou – inclusive para acompanhar se empréstimos consignados estão sendo debitados e os seus possíveis valores.


Como consultar o extrato de pagamentos do INSS

Para consultar o extrato de pagamentos do INSS, o cidadão pode usar os serviços de caixa eletrônico do seu banco (desde que seja correntista da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil) ou o Meu INSS.

Os correntistas da Caixa ou do Banco do Brasil têm de acessar o Internet Banking ou ir a um caixa eletrônico e clicar em opções como “Extrato previdenciário” ou “previdência social”.

É possível conseguir esse extrato usando o aplicativo de cada um desses bancos e até pessoalmente, mas somente o gerente poderá providenciar.

Para o extrato de pagamentos do INSS usando o site Meu INSS, é necessário:

  • Abrir o link disponível aqui;
  • Clicar em “Extrato de pagamento de benefícios”, à esquerda;
  • O site dirá que é preciso autenticação, então o contribuinte clicará em “Fazer login”;
  • Deve-se criar uma conta no sistema Gov.br;
  • Com a conta pronta, o beneficiário poderá visualizar os extratos de pagamento.

O processo é igual para quem usar o Meu INSS na versão aplicativo, e muita gente ainda solicita o extrato de pagamentos na agência do INSS.

Como consultar o extrato de pagamentos do INSS


Documentos para consultar o extrato de pagamentos do INSS presencialmente

Quem consulta esse extrato na agência do INSS precisa levar somente o seu número de benefício e o seu documento pessoal.

Procuradores legais também podem emitir o extrato para as pessoas que representam, levando o número do benefício, o documento desse contribuinte, a procuração legal e os seus documentos pessoais.

Uma informação importante é que o extrato de pagamentos do INSS é feito na hora, inclusive quando pedido no posto da previdência social.


Diferença entre extrato de pagamento e extrato previdenciário

Além de extrato de pagamentos, o site tem uma opção semelhante, que é Extrato Previdenciário (CNIS).

Entretanto, esse serviço é para quem precisa de informações totalmente diferentes: com esse extrato previdenciário, é possível ver quantas contribuições o INSS recebeu daquele cidadão.

Para simplificar: enquanto os extratos de pagamentos mostram quanto a previdência paga ao cidadão, o Extrato Previdenciário (CNIS) mostra exatamente o inverso.


Como proceder em caso de irregularidades no extrato do INSS?

O extrato de pagamentos do INSS pode ser usado pelo beneficiário para detectar qualquer movimento anormal nas suas finanças.

Uma pessoa que começa a perceber que o saldo bancário está mais baixo no dia do pagamento pode consultar esse extrato para saber se a previdência realmente depositou uma quantia menor ou se houve algum desconto e de que tipo.

Há casos de beneficiários que compram determinada coisa parcelada, para desconto já na aposentadoria, mas descobrem pelo extrato que o a parcela está maior do que foi combinado.

Quando se consulta o extrato de pagamentos do INSS e nota-se depósitos mais baixos do que consta na Carta de Concessão, é importante imprimir esse extrato e levá-lo à agência do INSS para obter explicações.

Vale dizer que o benefício concedido nunca retrocede, ou seja, ele pode ser ajustado para mais, mas nunca para menos.

Se a previdência está depositando o valor concedido, então os descontos feitos são de alguma empresa e, se nenhuma compra foi feita, deve-se reclamar.


Deixe uma resposta