Confira a TABELA do INSS 2016 oficial atualizada

Todos os anos a Tabela do INSS, também conhecida por tabela de contribuição mensal, passa por uma atualização de valores. Nela são especificados os índices utilizados para descontar a contribuição destinada à Previdência Social. Por esse motivo, todos os profissionais precisam ficar por dentro das taxas que serão descontadas no seu salário. Vale lembrar que esses valores variam de acordo com o rendimento de cada trabalhador, ou seja, quanto maior for a remuneração, maior também será o abatimento.

Se você tem dúvida do cálculo que é utilizado na sua folha salarial, nós apresentamos abaixo a Tabela do INSS 2016 completa atualizada. Confira os valores e veja se o seu desconto está correto.

Tabela para Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso

tabela-inss-2016-oficial-atualizada

Valores antigos

  • Até R$ 1.399,12 com alíquota de 8%;
  • De R$ 1.399,13 até R$ 2.331,88 com alíquota de 9%
  • De R$ 2.331,89 até R$ R$ 4.663,75 com alíquota de 10%

Valores novos

  • Até R$ 1.556,94 com alíquota de 8%;
  • De R$ 1.556,96 até R$ 2.594,92 com alíquota de 9%
  • De R$ 2.594,93 até R$ 5.189,82 com alíquota de 11%

Tabela para Contribuinte Individual e Facultativo

  • Até R$ 880,00 alíquota de 5% (sem direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição ou Certidão de Tempo de Contribuição).
  • Até R$ 880,00 alíquota de 11% (com direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição ou Certidão de Tempo de Contribuição).
  • De R$ 880,00 até R$ 5.189,82 com alíquota de 20%.

Pagamentos

O pagamento dos benefícios do INSS começa a ser feito a partir dos … Clique aqui para ler o artigo completo

Quem tem direito à aposentadoria especial

Entre os tipos de aposentadorias asseguradas pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), existe aquela conhecida como aposentadoria especial. Trata-se de um benefício dado aos trabalhadores que tenham se submetido a alguma condição tida como prejudicial à saúde durante o tempo de trabalho. Ela visa garantir uma espécie de compensação ao segurado que faz parte do Regime Geral da Previdência Social.

Como dar entrada

Para dar entrada na aposentadoria especial, o trabalhador precisa atender a alguns requisitos básicos que vão garantir o pagamento do seu benefício diferenciado. A lista de condições você pode conferir a seguir:

1. Comprovar que tenha atuado durante 15, 20 ou 25 anos em atividades especiais consideradas de riscos. Essa comprovação é necessária para atestar a condição de aposentadoria especial.

2. No caso dos trabalhadores que tenham preenchido a atividade profissional por 15 anos, é necessário comprovar que o trabalho tenha sido feito em subsolo, como no caso da extração de minérios, por exemplo.

3. Já para que profissionais que tiveram 20 anos de atividade, a aposentadoria especial vale para quem trabalhou em subsolo, distante da frente de trabalho, e também para quem tenha sido exposto a asbesto ou amianto.

4. Para quem trabalhou por 25 anos e desejam dar entrada na aposentaria especial, é necessário comprovar que foi exposto a excesso de ruído ou calor, ou que tenha tido contato a algum produto biológico ou químico.

Preenchidos esses termos, e munido de provas sobre cada uma dessas situações, o profissional poderá dar entrada ao … Clique aqui para ler o artigo completo

Confira o Calendário do INSS 2016 oficial completo

O Instituto Nacional de Seguro Social, popularmente conhecido como INSS, é a instituição responsável por administrar os fundos que serão destinados ao pagamento da aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. Têm direito a receber o benefício todo cidadão que contribuiu com a Previdência Social por um período determinado pelas leis do país.

No Brasil, o empregado pode se aposentar através das possibilidades a seguir:

  • Aposentadoria por idade
  • Aposentadoria por tempo de contribuição
  • Aposentadoria pela nova lei de pontos 85/95
  • Aposentadoria por invalidez
  • Aposentadoria especial

Como receber os pagamentos

Quando os termos da aposentadoria são aprovados pela Previdência, o trabalhador pode começar a receber os valores pela Caixa. Ao todo, são mais de 32 milhões de benefícios pagos mensalmente. Para diluir a liberação dos benefícios e facilitar o recebimento dos aposentados, o INSS desenvolveu um calendário de pagamentos que é atualizado todos os anos.

Calendário do INSS 2016

O calendário do INSS 2016 oficial completo foi divulgado no final de 2015 pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social. Ele funciona da seguinte forma:

  • Aposentados que recebem até o piso previdenciário podem sacar o benefício nos últimos 5 dias úteis do mês;
  • Aposentados que recebem acima do piso previdenciário podem sacar o benefício nos primeiros 5 dias úteis do mês seguinte;

Confira as datas:

calendario-inss-2016-piso-previdenciario

calendario-inss-2016

Como consultar o dia do seu pagamento

Para saber quando você pode receber a aposentadoria, basta identificar o último número do seu benefício no cartão do INSS. O dígito não conta. Veja a demonstração:

cartao-aposentadoria

Se o seu benefício termina … Clique aqui para ler o artigo completo

Veja como participar do Concurso do INSS 2016; salário chega a 7.500 reais

O Concurso Público do INSS 2016 está com inscrições abertas. O certame disponibiliza 950 vagas de nível superior e médio, com salários de R$ 7.496,06 e R$ 4.886,87, respectivamente. Os candidatos podem se inscrever somente pelo site www.cespe.unb.br/concursos/inss_2015 até as 23h59 do dia 22 de fevereiro. A taxa é de R$ 65 (nível médio) e de R$ 80 (nível superior).

Vagas e cargos

As oportunidades do Concurso do INSS estão divididas entre 150 vagas de nível superior, para o a atividade de Analista do Seguro Social, e 800 vagas de nível médio, para a ocupação de Técnico do Seguro Social. 5% dos cargos estão reservados para portadores de deficiência, e outros 20% para negros.

Ao todo, o concurso destina postos de trabalho em mais de 600 municípios nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rondônia, Roraima, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Distrito Federal.

Provas

concurso-publico-inss-2016

Se não houver nenhuma alteração no edital, as provas objetivas estão programadas para 15 de maio de 2016. O turno da manhã será destinado aos candidatos de nível superior, enquanto os postulantes de nível médio farão o concurso no período da tarde. A duração dos exames deve ser de 3h30.

Disciplinas

A prova de nível superior terá questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da … Clique aqui para ler o artigo completo

Quem tem direito à aposentadoria por invalidez?

A aposentadoria por invalidez é garantida a todo trabalhador que é ou se torna incapaz de realizar qualquer tipo de atividade profissional. Para o segurado receber o benefício, é necessário comprovar que ele não está apto a realizar qualquer outra função a fim de prover o seu sustento.

Esse parecer é dado pela equipe de peritos do INSS, sendo que o valor deverá ser pago durante todo o tempo em que essa incapacidade permanecer. O quadro médico do beneficiário deve ser reavaliado a cada dois anos para que a pessoa continue recebendo o benefício sem interrupções, e da melhor maneira possível.

Como receber a aposentadoria por invalidez

O primeiro passo para dar entrada no benefício é fazer um requerimento de auxílio-doença. Somente após a perícia do INSS constatar o impedimento para trabalhar, o segurado poderá receber os pagamentos. No entanto, para ter direito a aposentadoria por invalidez, o cidadão precisa preencher algumas especificações, sendo que cada caso precisa ser analisado de maneira diferente, são eles:

1. Doença contraída antes de fazer parte da Previdência

A pessoa que se filiar à Previdência Social com uma doença pré-existente, ou com algum tipo de lesão que levou ao estado de não poder exercer as suas funções trabalhistas, não têm direito à aposentadoria por invalidez. Ela só receberá o benefício se essa incapacidade agravar ainda sua condição de saúde.

2. Acréscimo de 25% para acompanhamento

O cidadão que precise de um acompanhante por conta da sua enfermidade poderá ter o salário da sua … Clique aqui para ler o artigo completo

Como se tornar um segurado do INSS

Os segurados do INSS são todos os brasileiros maiores de 16 anos que realizam mensalmente o pagamento da guia de contribuição para a Previdência Social. Ao pagar a taxa você garante alguns benefícios oferecidos pelo órgão, como aposentadoria, pensão por morte, salário-maternidade, auxílio-doença, entre outros. Existem modalidades distintas de segurados que podem depender de vários fatores, entre eles, o tipo de atividade exercida pelo profissional. Veja quais são os tipos existentes e como se tornar um segurado do INSS.

Tipos de segurados

1. Empregados

Estão inseridos nessa modalidade os trabalhadores que possuem carteira assinada e um vínculo empregatício com alguma companhia, exercendo atividades regulares, sendo dependentes dessa empresa ao receber um salário mensalmente.

2. Empregados domésticos

São aqueles trabalhadores que exercem alguma função doméstica dentro da casa do empregador e que tenham a carteira assinada. Vale lembrar que essa atividade passa por um período de adaptação às novas regras, o que garante todo o direito a esses trabalhadores. Estão inseridos nesses casos doméstica, caseiro, jardineiro, governanta, etc.

3. Contribuintes individuais

São pessoas que trabalham de maneira autônoma, como empresário, comerciante, ambulante, feirante, entre outros. São aqueles trabalhadores que não possuem nenhum tipo de vínculo empregatício com alguma empresa.

4. Trabalhadores avulsos

São aqueles profissionais que prestam serviços para diversas empresas, mas que são ligados a algum sindicato ou outros órgãos gestores. O mesmo vale para os casos em que esse profissional presta esse serviço com um contrato assinado pela própria companhia.

5. Segurados Facultativos

São aqueles contribuintes que não … Clique aqui para ler o artigo completo

Como pagar INSS em atraso

Entenda como funcionam as regras para pagar o INSS em atraso

O pagamento do carnê de contribuição do INSS é a melhor solução para as pessoas que não têm registro em carteira. Desse modo, elas conseguem acumular contribuições suficientes para solicitar aposentadoria mais a frente, além de auxílio saúde.

Apesar de essa opção ajudar bastante o trabalhador, há pessoas que não sabem bem como a utilizar e nem como começar a contribuir.

Fique sabendo aqui como pagar o INSS quando ele estiver em atraso, o que acontece se há atraso e todas as demais informações mais importantes sobre o carnê da previdência.


Como funciona o carnê da previdência?

Ele é, de fato, um carnê parecido com os oferecidos pelas lojas para pagamento a prazo. O cidadão paga determinado valor (de acordo com a sua situação profissional) todos os meses e é através do código de contribuição que essa quantia vai para o INSS.

O peso desse carnê da previdência na hora da aposentadoria é exatamente igual ao peso do recolhimento feito pelas empresas.

Por causa disso, os cidadãos devem pagá-lo de forma regular: caso contrário, o mês que ficou sem contribuição fará com que se demore mais a ter direito à aposentadoria.

Como pagar INSS em atraso


Quem trabalha registrado também pode ter INSS em atraso?

Na maioria das vezes, relaciona-se o atraso no pagamento da contribuição previdenciária aos carnês, mas isso não é uma regra: até mesmo as pessoas que trabalham com registro podem, sim, ter o seu INSS atrasado.

Isso ocorre quando … Clique aqui para ler o artigo completo

Como pagar INSS de empregada doméstica

Entenda como funcionam os procedimentos para pagar INSS empregada doméstica

O trabalho como empregada doméstica é um dos mais tradicionais do país: quase todo mundo conhece alguém que já prestou serviços dessa natureza ou que continua prestando.

Até pouco tempo, a função de empregada doméstica oferecia pouca estabilidade e quase nenhum direito trabalhista; desde que ela foi regulamentada, porém, isso mudou.

Veja neste artigo importantes orientações sobre como pagar o INSS de empregada doméstica e quais são as vantagens de fazer isso.

Entenda também o que fazer em caso de problemas com esse tipo de contribuição previdenciária.


Quais são os direitos da empregada doméstica que paga INSS?

Com essa contribuição, a pessoa que presta esse serviço é reconhecida pela previdência, tendo direito ao auxílio doença e, principalmente, à aposentadoria; em caso de morte ou de invalidez, os seus dependentes também podem receber pensão.

Destaca-se que a empregada doméstica formalizada, com a contribuição ao INSS, se torna igual a qualquer outro trabalhador que tenha registro em carteira.

Como pagar INSS de empregada doméstica


Quais são os códigos do INSS de empregada doméstica?

A previdência social tem de lidar com o recolhimento de vários tipos, lembrando que cada categoria de contribuinte tem a sua contagem para a aposentadoria.

A fim de que o sistema do INSS organize mais eficazmente essas contribuições, existem diversos códigos; no caso da empregada doméstica, são eles:

  • 1651 – usado para o trabalhador doméstico trimestral;
  • 1678 – usado para quando há salário maternidade; identificado como “patronal 12% trimestral”;
  • 1600 – usado
Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o sistema de pontos para aposentadoria

Contribuir para o INSS é ter a preocupação de garantir a sua aposentadoria no futuro. Em junho de 2015 foi aprovada uma nova lei que prevê algumas mudanças em relação ao cálculo dessa aposentadoria. A medida influencia diretamente na idade em que o contribuinte poderá se aposentar.

Serão levados em consideração não apenas a idade, como também o tempo de contribuição e o número de pontos alcançados por cada trabalhador. Esses pontos serão ajustados de acordo com a expectativa de vida de cada brasileiro.

Achou confuso? Não se preocupe. Vamos explicar de uma maneira simples e prática tudo o que você precisa saber sobre o sistema de aposentadoria por pontos.

Como funciona o sistema de pontos

Como funciona o sistema de pontos para aposentadoria

De acordo com a nova lei, no momento em que for se aposentar, o trabalhador precisa somar 95 pontos (homens) e 85 pontos (mulheres). Esses pontos são definidos de acordo com a soma do tempo de contribuição e a idade de cada trabalhador. Veja o exemplo:

  • Mulheres: 55 anos de idade + 30 anos de contribuição (período mínimo para se aposentar) = 85 pontos
  • Homens: 60 anos de idade + 35 anos de contribuição (período mínimo para se aposentar) = 95 pontos

Ao atingir a meta de pontos, não haverá a incidência do fator previdenciário, e o contribuinte poderá receber o valor integral da sua previdência.

Essa referência de pontos 85/95 será valida até dezembro de 2016. A partir de 2017, a soma de idade + contribuição aumentará progressivamente 1 ponto ao ano. … Clique aqui para ler o artigo completo

Quem tem direito à aposentadoria pelo INSS?

O Instituto Nacional de Seguro Social, ou simplesmente INSS, é o órgão responsável por receber uma contribuição mensal que os trabalhadores precisam fazer à Previdência Social. Essa prática dá direito a uma série de benefícios, entre eles a aposentadoria.

Para usufruir desse valor, é necessário que o pagamento seja feito por um período pré-determinado, sendo que esse tempo é diferente para mulheres e homens. O montante acumulado ao longo da carreira é fundamental para aquelas pessoas que atingem uma idade limite e não conseguem mais exercer suas funções no trabalho.

Apesar de abranger a grande maioria da população ativa, nem todo mundo sabe se tem direito a receber a aposentadoria pelo INSS. Se você também tem essa dúvida, confira as nossas dicas e veja como garantir os seus direitos.

aposentaroria-inss

Por quanto tempo é necessário contribuir?

Só terão direito a receber a aposentadoria do INSS aqueles trabalhadores que contribuíram mensalmente por 30 anos (mulheres) ou 35 anos (homens), sendo que essa contribuição pode ser feita por carteira assinada ou de maneira autônoma.

Vale lembrar que o valor a ser recebido ao final da contribuição vai levar em consideração vários cálculos que envolvem o salário base e também o fator previdenciário, que poderá diminuir consideravelmente a renda final do aposentado. Para eliminar a incidência desse imposto, o governo aprovou recentemente uma “lei de pontos” que estabelece novas regras.

Como funciona o sistema de pontos?

De acordo com essa nova regra, terão direito a aposentadoria as mulheres que atingirem 85 pontos … Clique aqui para ler o artigo completo