Quem tem direito a receber o abono salarial 2019

Entenda como funciona o pagamento e saiba quem tem direito abono salarial 2019

O abono salarial pode ser a salvação do mês de muito trabalhador, já que pode ser de até um salário mínimo.

Primeiro, vale a pena compreender o que é esse abono: o Ministério do Trabalho e Emprego tem alguns requisitos e o trabalhador incluído neles pode sacar o abono uma vez por ano.

Pode ser associado a uma gratificação e é dado a todos os servidores públicos ou privados.

É comum que uma parte grande dos trabalhadores não saiba que pode requisitar o abono: de fato, há muitos que sabem que esse benefício existe, mas que não têm ideia de como aproveitá-lo.

Ele é sacado em qualquer casa lotérica ou agência da Caixa Econômica Federal, não sendo preciso ter conta aberta para isso.

As pessoas que não retiram o seu abono salarial há muito tempo precisam contatar a Caixa e se informar sobre o saque.

É preciso deixar claro que, anualmente, o banco anuncia um calendário para que as pessoas retirem esse benefício e que quem perde a data estipulada, provavelmente, tem de aguardar até o próximo ano.

Outra observação importante é que o abono salarial é de uso livre. Isso quer dizer que o cidadão pode empregar esse benefício da maneira que preferir: pode colocar na poupança, pode usar no planejamento das férias e muito mais.

Para estar autorizado a sacar o abono salarial, a pessoa deve ter exercido função remunerada pelo mínimo de um mês no ano-base, não pode ter remuneração mais ala que dois salários mínimos, precisa estar inserida na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e a sua CTPS precisa ter cinco anos ou mais. A respeito do RAIS, cabe esclarecer que é o empregador quem deve fazer esse cadastro.


Calendário PIS/Abono Salarial 2019 Caixa

A tabela da Caixa Econômica Federal para o saque do PIS/abono salarial em 2019 está relacionada à data de nascimento do contribuinte.

Na maior parte da tabela, as pessoas sacam no mesmo mês em que nasceram: isso se aplica entre julho e janeiro.

Quem nasceu em fevereiro também recebe no mês de janeiro; quem nasceu em março ou abril faz o saque em fevereiro; quem nasceu em maio ou junho, faz o saque em março.

O calendário completo é apresentado em http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/Paginas/default.aspx e é importante que todo trabalhador confira periodicamente se a Caixa Econômica fez alguma mudança importante ou tem alguma informação.

O site desse banco também especifica todos os documentos que o trabalhador precisará mostrar quando quiser sacar o PIS/abono salarial.

Quem tem direito a receber o abono salarial 2019


Abono salarial 2019 consulta

O cidadão que precisa confirmar se tem direito ao abono salarial em 2019 pode acessar https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.

O site tem tradutor de Libras e recursos especiais para pessoas com problemas de visão e, para consultar o abono, deve-se criar uma senha e fornecer o número PIS/PASEP/NIS.

Quem usa a página de consulta do abono salarial precisa tomar cuidado com a navegação, para que ela seja segura.

Inicialmente, é indicado usar um navegador de confiança, além der observar se a barra de endereço é iniciada por um pequeno cadeado.

Se for, o cidadão tem de dar um clique nele e esperar que seja exibido “Conexão segura”, em verde. Se isso não ocorrer, é melhor não usar o site para se informar sobre o abono salarial de 2019.

Como alternativa, o cidadão poderá ir até qualquer Caixa Econômica Federal com o número PIS/PASEP/NIS, além do documento pessoal e da carteira de identidade (preferencialmente).

As lojas de aplicativo também oferecem aos contribuintes o app da Caixa Econômica Federal.

Quem tem direito a receber o abono salarial 2019


Como fazer a consulta do valor do abono salarial

Dá para consultar o valor do abono salarial, de acordo com a quantidade de dias que a pessoa trabalhou no ano-base.

Para quem trabalhou comprovadamente entre 345 e 365 dias, o valor é de um salário mínimo completo.

O cidadão que trabalhou entre 285 e 314 dias terá pagamento de R$ 795,00.

Para os que trabalharam entre 225 e 254 dias, o valor do abono salarial será de R$ 636,00; se o cidadão trabalhou entre 165 e 194 dias, o pagamento consistirá em R$ 477,00.

No caso do cidadão que ficou registrado entre 75 e 104 dias no ano-base, o abono ficará em R$ 239,00. Já para quem atuou entre 30 e 44 dias, o seu benefício é de R$ 80,00.

Há outros valores e dias trabalhados que o cidadão pode ver em http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/Paginas/default.aspx.

O abono salarial é modificado de acordo com o salário mínimo e, provavelmente, ele terá aumento no começo do ano, passando a R$ 1.002,00. Com isso, todo o cálculo do abono precisará ser atualizado e os trabalhadores receberão valores maiores.

Se a quantidade de dias apresentada na consulta do abono salarial estiver errada, a pessoa tem de confirmar se o RH da empresa cometeu algum erro. Se não, abe pedir orientação ao Ministério do Trabalho.


Deixe uma resposta