Quem tem direito a receber aposentadoria integral 2019

Veja as regras para dar entrada na aposentadoria integral 2019

A aposentadoria integral é o objetivo de quase todo mundo que contribui com a previdência social, já que ela corresponde ao valor máximo que a pessoa pode receber.

Para muitos, conseguir isso pode parecer quase impossível, mas apenas porque não conhecem a regra do INSS chamada de 86/96 (que era chamada de 85/95 até o último dia de 2018).

Esse é o tipo de cálculo que o contribuinte tem de pedir para que a sua aposentadoria seja integral em 2019.

Na prática, ele não é muito diferente dos cálculos tradicionais, mas é preciso que a pessoa espere ficar um pouco mais velha. Saiba aqui os detalhes sobre a aposentadoria integral em 2019.


Como funciona a regra 86/96 para aposentadoria?

Para que o contribuinte possa pedir esse cálculo, ele precisa conseguir determinada pontuação: para as mulheres, é de 86; para os homens, é de 86.

Chega-se a isso somando todos os anos de contribuição previdenciária e a idade da pessoa: com a pontuação exigida para a sua idade, já se pode agendar o benefício.

A maioria dos trabalhadores sabe facilmente se pode se enquadrar na regra da aposentadoria integral ou não, já que sabem quantos anos têm de registro profissional e, claro, a sua própria idade.

No caso de problemas com a contagem de contribuição previdenciária, a solução mais adequada é fazer uma consulta com um advogado trabalhista.

Quem tem direito a receber aposentadoria integral 2019


Como fazer agendamento para aposentadoria integral 2019

O contribuinte pode fazer o pedido dessa aposentadoria cadastrando-se no Meu INSS e isso é simples. Deve-se:

  • Clicar em https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/meu-inss/;
  • Clicar em “entrar” e em “login”;
  • O INSS apresentará uma pequena página de acesso e a pessoa terá de clicar em “Cadastre-se” e, novamente, em “Cadastre-se”;
  • Colocam-se informações pessoais que o site pedir.

Já tendo esse cadastro, o contribuinte voltará no link fornecido e clicará em “aposentadorias urbanas”, logando-se e fazendo o agendamento. Isso pode ser feito pelo telefone também, no número 135.

Cabe dizer que esse agendamento não é exatamente o pedido da aposentadoria integral, mas sim um dia marcado para que a pessoa vá ao INSS e faça o pedido em si.

Nesse dia, será preciso levar todos os carnês de contribuição que foram pagos e as carteiras de trabalho, além do documento de identidade para atestar que se tem a idade mínima.

Com todos os documentos, o funcionário do INSS confirmará se todas as contribuições que constam nos carnês e na CTPS também estão no sistema do INSS.

Estando tudo correto, é provável que a resposta sobre a concessão da aposentadoria integral seja imediata.


O que acontece se alguma contribuição não estiver registrada?

No caso de alguma das contribuições previdenciárias não estar no sistema do INSS, mas estar na carteira de trabalho, é relativamente simples para o trabalhador comprová-la.

Se essa empresa ainda funcionar, é necessário ir ao RH e solicitar um levantamento das contribuições com a previdência.

Se a empresa já fechou, a Justiça do Trabalho tem formas de acessar essas informações.

Será necessário levar a carteira profissional e o documento de identidade e ressalta-se que não há problema com o fato de o Ministério do Trabalho e Emprego ser extinto: outras pastas farão essa mesma consulta para o cidadão.


Carta de Concessão aposentadoria integral 2019

O INSS manda uma correspondência para a casa do contribuinte que pediu a aposentadoria; ela é chamada de Carta de Concessão e é a comprovação legal de que o benefício está aprovado.

Essa correspondência também mostrará alguns dados fundamentais, como a agência bancária onde o benefício tem de ser sacado, o dia de pagamento mensal e as quantias atrasadas às quais a pessoa tenha direito.

Além da carta em papel, o contribuinte pode usar o Meu INSS para saber se a correspondência de concessão está disponível. No menu à esquerda tem uma aba identificada, mas o login será obrigatório.

Se a aposentadoria integral for negada, a previdência também mandará uma carta para comunicar.

Muitas pessoas ficam decepcionadas pela negação do benefício e jogam a carta fora, mas ela também tem informações importantes, como o tempo de prazo para que o contribuinte peça novamente a aposentadoria.

Quem tem direito a receber aposentadoria integral 2019


É necessário fazer perícia para dar entrada na aposentadoria integral 2019?

Esse é um benefício analisado apenas com base somente em documentos, ou seja, a condição de saúde do cidadão não tem influência. Por isso, ter os carnês de contribuição e a carteira profissional é a única coisa importante.

Vale dizer que as pessoas podem pedir a aposentadoria integral antes de serem consideradas idosas: tudo vai depender de quanto tempo de colaboração previdenciária elas têm.

A respeito da perícia médica, ela será exigida se a pessoa pedir aposentadoria por invalidez.

As únicas etapas referentes à aposentadoria integral são agendar um atendimento com o INSS pelo site ou telefone e comparecer com a documentação explicada, aguardando a carta depois.


Deixe uma resposta