Browse Tag

Aposentadoria

Regras aposentadoria por idade 2019

Confira as regras aposentadoria por idade 2019 e veja se você pode receber o benefício

Conhecer os critérios da aposentadoria por idade é muito importante para todos os trabalhadores, principalmente para os que ficaram por algum período sem registro na carteira de trabalho ou mesmo desempregados.

Essa modalidade é uma das mais usadas para a aposentadoria e, exatamente por causa disso, o governo federal fará mudanças no cálculo a partir do primeiro dia de 2019.


Como vai funcionar a regra 85/95 para aposentadoria por idade em 2019

Até o dia 31 de dezembro de 2018, a aposentadoria por idade continuava conhecida como regra 85/95.

Ela soma o mínimo de 156 anos de contribuição e a idade do contribuinte: quando essa soma chega a 85 (para mulheres) e a 95 (para homens), a aposentadoria é permitida.

Com se percebe, o número de pagamentos para a previdência é baixo nesse tipo de modalidade: são 180 meses. Para a aposentadoria unicamente por tempo de serviço, essa conta é bem mais alta.

A mudança mencionada a partir de 2019 fará com que a regra passe a se chamar 86/96: desse modo, as mulheres precisarão alcançar 86 pontos (15 anos de contribuição e sua idade) e os homens precisarão de 96 pontos.

Na prática, o trabalhador vai demorar apenas um ano a mais para se aposentar, mas isso ficar[a pior em 2021, quando a regra passará a se chamar 87/97 (é clara a razão).

A cada dois anos, um ponto será adicionado, até que … Clique aqui para ler o artigo completo

Regras da aposentadoria por invalidez 2019

Confira as informações completas sobre como dar entrada na aposentadoria por invalidez 2019

Um dos diversos tipos de aposentadorias fornecidos pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é a ocasionada por invalidez.

Existem milhares de trabalhadores pedindo esse tipo de benefício por causa da sua incapacidade física de trabalhar; ao mesmo tempo, ainda existem brasileiros que não sabem com certeza se podem aposentar-se dessa forma ou não.

As alterações na previdência social também são razão para que os contribuintes fiquem confusos: será que, em 2019, as pessoas poderão pedir aposentadoria por invalidez? Os critérios para esse tipo de benefício serão mudados?

Na verdade, os parâmetros para solicitar a aposentadoria por invalidez continuarão os mesmos em 2019.

Além disso, os que já estão aposentados nessa modalidade não precisam se preocupar com a suspensão do benefício: o pente fino ao qual muitos fazem referência é no auxílio doença, que é temporário.

O que pode ocorrerá, provavelmente, é que o INSS ficará um pouco mais rígido com as avaliações de perícia: conseguir a aposentadoria por invalidez poderá se tornar um processo mais trabalhoso e com mais possibilidade de indeferimento.


Quem pode pedir aposentadoria por invalidez em 2019?

A aposentadoria por invalidez é concedida às pessoas que têm uma debilidade na saúde que as impede de trabalhar em qualquer cargo.

Sendo assim, um professor de Educação Física que desenvolve problemas cardíacos, por exemplo, não pode pedir uma aposentadoria por invalidez, já que pode exercer outros tipos de trabalhos, como na secretaria.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como fazer a consulta do andamento do processo do INSS

Confira as orientações e saiba como funciona a consulta andamento processo INSS

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) é quem autoriza ou nega uma série de processos de benefícios trabalhistas. Cada tipo de solicitação que as pessoas fazem a esse órgão é considerada um processo: seja um pedido de auxílio doença, de aposentadoria e outros.

É necessário fazer essa distinção porque alguns brasileiros podem achar que o termo “processo do INSS” refere-se a processar o órgão, o que não é a verdade.

Além disso, é altamente indicado que os trabalhadores fiquem de olho no andamento das suas solicitações à previdência: se eles não fazem isso, podem não saber se há demora excessiva, se há indeferimento e outras situações.


Consultar processo INSS para aposentadoria

A aposentadoria é um dos processos mais comuns no INSS e milhares de cidadãos fazem o pedido dela todos os dias nas agências.

Em certos casos, ela é concedida rapidamente; em outros, é necessário solicitar documentos adicionais. Por isso, há processos mais lentos que outros e os contribuintes podem acompanhar o andamento deles usando a Internet.

A página “Consulta de situação de benefício” é um dos meios de saber se o pedido já foi analisado pelo instituto de previdência, se é preciso adicionar documentos e coisas assim. A página é https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/consulta-de-situacao-de-beneficio/ e deve-se clicar em “Acompanhar pedido”.

O site Meu INSS (que também existe na forma de aplicativo) é outra ferramenta para fazer a consulta de processo: https://meu.inss.gov.br/. Além dos meios virtuais, os … Clique aqui para ler o artigo completo

Aposentadoria por tempo de contribuição 2019

Confira neste artigo as principais informações sobre a aposentadoria tempo de contribuição 2019; veja o que muda e o que permanece para quem vai se aposentar

O tempo de contribuição é uma das formas de o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) fornecer aposentadoria para os cidadãos. Milhares de pessoas contabilizam-nos regularmente para acompanhar quantos anos ainda serão necessários para pedir o benefício, que costuma incluir o fator previdenciário.

Além de as pessoas poderem pedir a aposentadoria rural ou urbana de acordo unicamente com seu tempo de contribuição, elas podem adicioná-lo à idade. No artigo, os contribuintes saberão como a aposentadoria por tempo de contribuição é organizada e como ela será concedida no ano que vem.


Pontos para aposentadoria em 2019

Quando se falam dos pontos para que as pessoas se aposentem, trata-se exatamente da junção do tempo de contribuição com a idade: é a soma desses dois números que fornecerá a quantidade de pontos daquela pessoa. Até o final de dezembro de 2018, será preciso que essa conta resulte em 85, para mulheres, e que resulte em 95, para os homens. Se resultar em algum número maior que esses, não há problema: não se pode, porém, é a pontuação menor.

Essa contagem deixará de ser um parâmetro, porém, a partir de 1 de janeiro de 2019: passará a ser exigido que o tempo de contribuição e a idade seja de 86 ou de 96, destacando-se que esse número vai ficar maior até 2026: o objetivo é que … Clique aqui para ler o artigo completo

Simulação do tempo de contribuição no portal MEU INSS

É verdade que reforma da previdência trouxe mudanças que dificultam o cálculo dos valores que serão pagos para o trabalhador. Mas, no caso da aposentadoria por tempo de contribuição, é possível fazer a simulação do tempo de contribuição no Portal Meu INSS e saber quantos anos faltam para você conseguir o benefício.


Como funciona a aposentadoria por tempo de contribuição

A aposentadoria por tempo de contribuição é um benefício concedido pelo INSS, na regra geral, para:

  • homens que completaram 35 anos de contribuição;
  • mulheres que completaram 30 anos de contribuição;

E em menos tempo de contribuição para os casos excepcionais de:

  • pessoas que começaram a contribuir antes de dezembro de 1998;
  • professores com tempo de serviço exclusivo nas atividades de magistério na educação infantil, fundamental e ensino médio.

Como saber pela internet quantos anos faltam para minha aposentadoria por tempo de contribuição?

Simulação do tempo de contribuição no portal MEU INSS

O Portal Meu INSS é um site do governo brasileiro e possui vários serviços relacionados à Previdência, como agendamentos e acompanhamentos de pedidos.

Um dos serviços prestados é o cálculo instantâneo dos anos de trabalho que faltam até a sua aposentadoria. É um instrumento prático e necessário, já que a regra pode mudar dependendo de quando você começou a trabalhar formalmente.

Para realizar seu cálculo de maneira rápida, é necessário possuir o login no Portal. Siga esses passos para se cadastrar:

  1. Acesse o portal Meu INSS em simulação do tempo de contribuição no Portal Meu INSS
  2. Clique em “Entrar”, na parte superior direita da página;
  3. Depois clique em
Clique aqui para ler o artigo completo

Quem Tem Direito a Receber a Aposentadoria Rural

Trabalhadores rurais e da cidade possuem atividades e necessidades diferentes. Por isso, a Previdência Social oferece condições distintas para que aqueles que trabalham no campo consigam se aposentar. Você já conhece essas condições?

Neste texto nós vamos explicar as principais diferenças, os documentos necessários para dar entrada no benefício, bem como o passo a passo completo para agendar o pedido da Aposentadoria Rural no site do INSS.


Como funciona a Aposentadoria Rural do INSS

Ao contrário de quem trabalha na cidade, os trabalhadores rurais são capazes de se aposentar sem contribuir para o INSS. O principal motivo é o fato de que boa parte dos profissionais do campo serem informais, sem registro ou com dificuldades de acesso aos serviços da Previdência.

Quem recebe a aposentadoria rural também tem sua idade mínima diminuída em cinco anos. Como o trabalho é fisicamente mais exigente, o trabalhador ganha esse direito para ter uma terceira idade mais saudável.


Tipos de Aposentadoria Rural do INSS

Existem dois tipos principais de aposentadoria sobre os quais vamos falar: por contribuição e por tempo de serviço rural. Também existe a aposentadoria por idade, de 60 anos para homens e de 55 anos para mulheres. Ao se aposentar por contribuição, o trabalhador só precisa comprovar o pagamento do INSS através de alguns documentos.

Já a aposentadoria por idade é a mais peculiar para os trabalhadores rurais. Esse tipo de aposentadoria é permitida para trabalhadores na ativa até dia 31 de outubro de 1991. Eles podem entrar na categoria … Clique aqui para ler o artigo completo

Como pedir a revisão do benefício do INSS

A revisão do benefício do INSS pode ser solicitada por qualquer cidadão que acredita que tenha sido prejudicado pelo órgão. Exemplos do que pode ser objeto desse pedido de revisão são: o valor mensal do recurso, os vínculos empregatícios que podem ser considerados para a aposentadoria, entre outros. O INSS ainda afirma que é possível pedir a revisão até mesmo 10 anos depois de ter começado a receber o benefício.


Como pedir a revisão do benefício do INSS

A revisão pode ser solicitada pelo telefone 135, que funciona da segunda até sábado, a partir das 7 horas e até às 22 horas. Também é possível fazer o pedido através do site de agendamento de serviços do INSS.  Para isso, é só seguir o passo a passo:

Passo número 1: acesse o site, selecione ou digite o serviço que você deseja pedir, nesse caso, a revisão.

Passo número 2: coloque o código verificador corretamente.

Passo número 3: na próxima página, os dados do requerente vão ser solicitados. Preencha todos corretamente.

Passo número 4: nessa etapa, vai ser preciso fazer a seleção da unidade da agência do INSS em que você vai querer ir para fazer a revisão do benefício. Escolha a mais perto de você.

Passo número 5: aqui, é necessário confirmar que você fez o requerimento.

Passo número 6: nesse último procedimento, basta imprimir o comprovante do seu requerimento.


Documentos necessários para levar à agência do INSS

Depois de ter feito seu agendamento do pedido de revisão do Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona a Pensão por Morte

A Pensão por Morte é um benefício pago aos familiares do trabalhador que veio a falecer. No entanto, é muito importante ressaltar que o benefício só é concedido aos dependentes se o cidadão tiver contribuído corretamente para o INSS durante a sua trajetória profissional. Caso contrário, a família terá direito aos pagamentos da Previdência Social somente até a data do falecimento.

Além disso, é possível obter esse benefício se o cidadão for vítima de morte presumida, ou seja, caso tenha desaparecido em alguma catástrofe, desastre ou acidente. Não existe um tempo mínimo de contribuição do trabalhador que morreu para que seus pares possam receber esse benefício.


Documentos para dar entrada na pensão por morte

São vários os documentos necessários para dar entrada na pensão por morte. Veja os itens:

Da pessoa que faleceu, é preciso apresentar a Certidão de Óbito, algum documento de identificação, como RG e a carteira de trabalho, acompanhado pelas guias de contribuição do INSS, NIS, PIS ou NIT.

Em caso de morte presumida, os familiares devem apresentar o Boletim de Ocorrência da polícia, mostrar notícias sobre o desastre, catástrofe ou acidente, além de uma comprovação mostrando que pessoa tenha mesmo estado no local em que ocorreu a morte presumida.

Os dependentes do falecido deverão levar Certidão de Nascimento e de Casamento (se tiver), além de documentos como CPF e identidade.

Se tiver filho de menor de idade, ele precisa mostrar os documentos e um tutor. Se for maior de idade apenas os documentos. Se o … Clique aqui para ler o artigo completo

Como fazer consultas pelo Portal Meu INSS

O Portal Meu INSS surgiu para auxiliar e melhorar a forma de consulta e solicitação por parte dos segurados. Ele concede mais autonomia para o trabalhador dar entrada em benefícios como aposentadoria, pensão por morte e auxílio-doença.

Através da página, não é mais necessário aguardar em filas, que podem durar horas, enquanto se espera pelo atendimento em uma agência da Previdência Social.

Esse site possui também informações sobre todos esses benefícios previdenciários, assim como permite agendar alguns atendimentos e acessar os serviços que estão disponíveis online.

O cidadão pode, ainda, acompanhar todos os pedidos de benefícios realizados, pode fazer uma simulação da aposentadoria, atualizar o endereço que foi cadastrado e por fim, consultar o seu extrato de pagamento de cada mês.


Quem pode se cadastrar no Portal Meu INSS

Todos os brasileiros que são segurados do INSS ou que já se aposentaram pela Previdência Social podem utilizar o portal ‘Meu INSS’. Basta fazer um rápido cadastro.

Passo a passo para fazer o cadastro no Portal Meu INSS

Para aproveitar as vantagens do portal, primeiramente é necessário ter cadastro no site do INSS. Veja como funciona o passo a passo:

1. Acesse o portal pelo endereço https://meu.inss.gov.br/central/index.html;

2. Clique no ícone de ‘Área do Usuário’, localizado no lado superior direito da página;

3. Clique no botão ‘Login’.

4. Uma nova janela do sistema cidadão.br será aberta; role a página e clique em “Cadastre-se”;

5. Em seguida, informe seus dados pessoais, como estado onde nasceu, nome de … Clique aqui para ler o artigo completo

Como dar entrada na aposentadoria pelo telefone

Se você quer dar entrada na aposentadoria pelo telefone, primeiro é necessário saber os requisitos para fazer essa solicitação. São eles: ter alcançado a quantidade necessária de anos de contribuição na Previdência Social, ter a idade estipulada para começar a receber o benefício ou ter algum tipo de invalidez que o impeça de trabalhar para o resto da vida.

Com essa parte esclarecida, é válido ressaltar que aposentadoria só pode ser solicitada pessoalmente. No entanto, o agendamento pode ser feito tanto por telefone, quanto pela internet. E neste texto nós vamos explicar o que você precisa fazer para iniciar o processo de aposentadoria pelo telefone.

Passo a passo para agendar a aposentadoria pelo telefone

A primeira opção de fazer o agendamento para dar entrada na aposentadoria é pela internet. Vale lembrar que Representantes de Entidades Conveniadas devem fazer o agendamento somente através do site.

No entanto, se for o beneficiário que estiver agendando, isso também pode ser feito através do telefone. O número que deve ser discado para entrar em contato é o 135, que fica em funcionamento de segunda a sábado, nos horários de 7h da manhã às 22h da noite, no horário de Brasília.

Antes de ligar, certifique-se de que você tem fácil acesso as informações dos seguintes documentos: nome completo do beneficiário, data de nascimento, PIS/PASEP ou, ainda, o número de identificação do trabalhador (NIT). Caso o benefício seja assistencial para portadores de algum tipo de deficiência, é preciso estar portando, também, o número … Clique aqui para ler o artigo completo